Pistolando #018 – População de rua

Pistolando #018 – População de rua

Tempo de leitura: 3 minutos

O que você pensa ou sente quando vê um morador de rua na sua cidade? Você sequer enxerga esses moradores de rua? Quem são essas pessoas? Que tipo de vida levam? Como é a vida de mulheres que vivem nas ruas? Uma conversa nada superficial com Carol Datria Schulze, geógrafa (sim, é isso mesmo).

 

Ficha técnica

Hosts: Leticia Dáquer e Thiago Corrêa

Convidada: Carolina Datria Schulze

Edição: Thiago Corrêa

Capa: Leticia Dáquer

Data da gravação: 12/02/2019

Data da publicação: 15/02/2019

 

Músicas:

  • Todas as músicas possuem antes de si um trecho das entrevistas coletadas pela Carolina em seu trabalho de Graduação
  • Gabriel O Pensador – Resto do Mundo
  • Chico Buarque – Geni e o Zepelim
  • Nove Zero Nove – Mendigo
  • André Abujamra – Mendigo (parte da peça teatral “O Homem Bruxa”)
  • La Fuga – Mendigo

 

Links relacionados ao episódio

Mulher na Rua (Jornal Sul21, novembro de 2017)

Reportagem: Marias das Ruas (2017) e canal no YouTube

Manual sobre o cuidado à saúde junto à população em situação de rua (Ministério da Saúde, 2012)

Cartilha Centro POP 

Estimativa população de rua (IPEA, 2016)

TCC Carolina Datria Schulze (Geografias de uma cidade não vista: composições e cartografias andarilhas por moradores de rua. UDESC, 2015) 

Atlas: Aprendizagens da rua (Carolina Datria Schulze, 2017) (vídeo no YouTube) 

Dissertação Carolina Datria Schulze – Quando o corpo se torna lar: narrativas de moradoras de rua de Porto Alegre/RS (2018) (link ainda não disponível)

Amada Massa (Clube de Pães feito por moradores de rua de Porto Alegre/RS) 

Jornal Boca de Rua (Jornal feito por moradores de rua de Porto Alegre/RS em parceria com a Agência ALICE)

Livro: FRANGELLA, Simone M. Corpos urbanos errantes:uma etnografia da corporalidade de moradores de rua em São Paulo. São Paulo: Annablume, Fapesp, 2009.

For Homeless Women, Having a Period Isn’t a Hassle – It’s a Nightmare (Vice, 23/01/2015)

 

A Balada do Pistoleiro

Carol Datria

* Usem protetor solar e bebam água com gengibre, mel e limão para se refrescar nesse calor 🙂

Livro: O papel de parede amarelo (Charlotte Perkins Gilman)

Livro: A contadora de filmes (Hernán Rivera Letelier)

Livro: As cidades invisíveis (Ítalo Calvino)

Livro: Teoria King Kong (Virginie Despentes)

Filme: The Tale (Jennifer Fox, 2018)

Filme: Amores Perros (Alejandro González Iñárritu, 2000)

Documentário e livro: Estamira – fragmentos de um mundo em abismo (Documentário com direção de Marcos Prado, 2004 – Livro publicado pela Editora N-1, 2013) (já foi recomendado no Pistolando #015, mas é sempre bom lembrá-lo)

 

Leticia Dáquer

Livro: Eleanor Oliphant is Completely Fine (Gail Honeyman)

Desafio de leitura das Desqualificadas

Podcast: Polimorfas (episódio #001 – Carteirinha feminista e outros mitos)

 

Thiago Corrêa

Livro: Os Pobres (Maria Filomena Mónica)

Filme: Boy Erased: Uma Verdade Anulada  Trailer Legendado

 

Jabás

Carol Datria

Instagram: @caroldatria

 

Leticia Dáquer

Twitter: @pacamanca

Blog: www.pacamanca.com

Papo Cético, podcast do site Mitografias

 

Thiago Corrêa

Twitter: @thiago_czz

 

O Bom, o Mau e o Feio

O Bom:

Leticia:

O Mau:

Leticia:

Thiago:

 

O Feio:

Leticia:

Thiago:

 

#MULHERESPODCASTERS

Mulheres Podcasters é uma ação de iniciativa do Programa Ponto G, desenvolvida para divulgar o trabalho de mulheres na mídia podcast e mostrar para todo ouvinte que sempre existiram mulheres na comunidade de podcasts Brasil.

 

O Pistolando apoia essa iniciativa.

 

Apoie você também: compartilhe este programa com a hashtag #mulherespodcasters e nos ajude a promover a igualdade de gênero dentro da podosfera.

 

Links do Pistolando:

www.pistolando.com

contato@pistolando.com

Twitter: @PistolandoPod

2 comments on Pistolando #018 – População de rua

  1. Rafael disse:

    Olar,

    primeiramente parabéns pelo episódio foda. Bom demais!
    Parabéns pelo trabalho incrível da Carol e pra vocês por recrutarem ela pra esse episódio.

    Segundamente, estive em uma palestra sobre o tema de saúde mental em populações de rua na semana passada.
    Atualmente trabalho no departamento de psicose do King’s College em Londres. Não sou originalmente da área de psiquiatria ou psicologia, mas pelo que aprendi aqui é um consenso de que a situação de rua leva ao desenvolvimento de psicoses (alucinações, paranoia, esquizofrenia, …).

    Acho que no Brasil é mais comum que aqui o caso reverso. Quando uma pessoa adoece e é abandonada em situação de rua posteriormente devido a falta de condições da família, mas isso especulo eu.

    Na verdade estou aqui pra deixar esse artigo: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0706743717693781

    É um estudo sobre população de rua em Vancouver onde eles correlacionam sintomas de psicoses com o uso de drogas.
    A análise busca identificar causa e consequência. Algumas substâncias aumentam a ocorrência de surtos, mas os surtos tbm causam aumento do uso de drogas. É bem interessante como eles trabalham pra analisar isso.
    Outra coisa que achei interessante é que muitas pessoas sofrem cotidianamente de eventos traumáticos, mas poucos apresentam sintomas de estresse pós traumático. Eles levantam a hipótese de que isso se deva ao próprio consumo de drogas e que se eles parassem de usar provavelmente começariam a apresentar os sintomas de estresse pós traumático.
    Nem tudo que estou dizendo está no artigo, mas foi o que o autor comentou quando esteve aqui.

    Sobre o caso este da pessoa que não consegue viver em uma casa deixo a indicação do filme “Leave no trace”:
    https://www.imdb.com/title/tt3892172/?ref_=nv_sr_1

    Não só é um excelente filme nessa temático, como também é um contra ponto ao aclamado “Captain Fantastic”, que na minha opinião faz uma romantização superficial e boba de uma situação muito séria.

    Obrigado por tudo! Até logo!

  2. Olá, parabéns pelo ep!

    Deixo aqui dados interessantes sobre moradores de rua nos EUA e no Brasil. Pois, muitas vezes, a ideia que nos outros países não existem moradores de rua.

    Aumento do número de sem-teto nos EUA é ‘bomba-relógio’, chega a 553.742
    EUA – 500k de moradores de rua (população total do país 325 milhões)
    Fontes:
    https://www.bbc.com/portuguese/geral-45809130?SThisFB&fbclid=IwAR1gL8tp6r1ItupMX9_TK48ldztb5aw26G_hU-CBjtxFGpOdpxE_8X41oIs
    https://brasil.elpais.com/brasil/2017/12/30/internacional/1514632186_267085.html

    Moradores de Rua no Brasil chega a 101 mil, segundo Ipea
    Brasil – 101k (população total do país 209 milhões)
    Fonte:
    http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=29303
    http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=28819

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *